Fórum voltado a palavra de Deus


    ESPERANÇA NA ANGÚSTIA

    Compartilhe
    avatar
    josué

    Masculino Número de Mensagens : 43
    Data de inscrição : 09/07/2008

    ESPERANÇA NA ANGÚSTIA

    Mensagem  josué em Qui Jul 10, 2008 11:04 am

    ESPERANÇA NA ANGÚSTIA

    I Pd. 1 : 3 a 8

    3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,
    4 para uma herança incorruptível, incontaminável de que se não pode murchar, guardada nos céus para vós
    5 que, mediante a fé, estais guardados na virtude de Deus, para a salvação já prestes para se revelar no último tempo,
    6 em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações,
    7 para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória na revelação de Jesus Cristo;
    8 ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso,
    9 alcançando o fim da vossa fé, a salvação da alma.

    O tema central do texto é a esperança cristã, como a herança maravilhosa que Deus entrega a seus filhos nesta terra. Este texto foi escrito por Pedro, no primeiro século de nossa era, para um grupo de pessoas que eram novas na fé. Mas as lições são valiosas para os cristãos de todos os tempos indistintamente de quão novos ou velhos sejam na experiência cristã.

    O texto nos fala de esperança, mas entenda bem, esperança cristã não significa apenas um tipo de expectativa com relação ao futuro. Ela é o ingrediente que dá sentido a nossa vida presente. É ela que tira, de nossos dias rotineiros, as sombras da incerteza e deixa brilhar o sol da alegria. Fazer da esperança apenas uma possibilidade futura é torná-la simplesmente um desejo ou anseio ou espectativa, mas não, a certeza de algo real.

    A esperança é a certeza de que Deus tem um lugar preparado para nós, quando a história deste mundo chegar a seu final, mas também é a certeza de que ele está presente em nossa vida, hoje, agora, aqui onde estamos, dando sentido à vida e trazendo plenitude e paz ao coração, embora tudo pareça escuro e a vida esteja rodeada por uma montanha de dificuldades.

    Isto nos leva à conclusão de que a esperança está intimamente relacionada com a fé. É isso que Pedro afirma no verso cinco: "...sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé..." (I Pedro 1:5)

    É impossível para uma pessoa que não tem fé, poder ter esperança. A fé é o que gera a esperança. E fé, meu amigo, é confiança em Deus. Mas para poder confiar em alguém, você precisa conhecer esse alguém. Para conhecer é necessário conviver com essa pessoa. Você não poderá nunca exercitar a fé se não for a Jesus do jeito que estiver, levando a Ele suas dúvidas e incredulidades. Ele é o autor da fé. Você precisa ir a Ele e cair aos Seus pés depondo seu racionalismo, seu agnosticismo, seu humanismo ou secularismo. Isto é sua religiosidade.

    Não é capaz de crer? Vá a Ele. Você sabe que precisa de Jesus, mas sente que tem o coração de pedra? Vá a Ele, como o pai daquele menino endemoninhado que um dia foi a Jesus e clamou: "... Ajuda-me na minha falta de fé." (Marcos 9:24)

    Sabe o que ele estava querendo dizer? Senhor, meu jeito de crer é imperfeito, sou duro, tenho perdido a fé em tudo, mas preciso de Ti porque está tudo confuso na minha vida. Meu coração está vazio, meu lar está caindo aos pedaços, meus negócios estão indo à falência, não posso relacionar-me bem com as pessoas, estou sozinho, preciso de Ti, ajuda-me na minha incredulidade.

    Ah, meu amigo, só a fé nos ajudará a manter viva a chama da esperança quando tudo parece escuro em nossa vida. E olhe para sua volta. Assista os noticiários na TV ou leia os jornais. Não está tudo saturado de miséria, tristeza, desonestidade e violência? Às vezes, você não sente-se inseguro e pergunta-se: "Para onde vai este mundo? Não sente-se revoltado quando a injustiça vence a justiça? Bom, aqui é onde aparece o valor da esperança porque ela cria em você a certeza de que, apesar do mundo estar sendo consumido pelas chamas da loucura humana, você está seguro nos braços de Jesus. Não importa o que suceda hoje ou amanhã, Deus está cuidando de você. Isso é a esperança cristã
    O apóstolo Pedro termina enfatizando que a esperança cristã concede aos filhos de Deus a certeza da proteção divina. Ele afirma no verso 5 que: "... sois guardados no poder de Deus..." (I Pedro 1:5)
    Agora, por favor, não entenda mal esta promessa. Proteção divina significa que você nunca estará só em nenhuma circunstância da vida, por mais adversa que ela seja. Jesus sempre estará com você. Proteção divina não significa isenção da dor e do sofrimento. Pedro deixa isso bem claro quando afirma no verso 6: "...embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações." (I Pedro 1:6)
    Proteção divina, significa que o poder divino estará sempre ao seu alcance de modo que você terá o valor e a coragem necessária para continuar sendo um filho de Deus em qualquer circunstância. Existe muita diferença entre dizer: "Um dia o Senhor me livrará de todas as dificuldades", e dizer: "Eu sei que o Senhor está comigo apesar das dificuldades". Esperança cristã não é somente espectativa futura. É, em primeiro lugar, e acima de tudo, realidade presente da proteção divina. Mas esta proteção não significa necessáriamente que não seremos atingidos pela dor. Claro que Deus não é o autor da tristeza e do sofrimento, mas essa é a realidade da vida humana num mundo imperfeito depois da entrada do pecado. Só que a promessa é que Deus não abandonará você quando a dor chegar. Ele estará ao seu lado enquanto atravessar o "vale da sombra e da morte."

    Lembre-se que a primeira epístola de Pedro foi escrita num tempo em que os cristãos estavam sofrendo por amor a Jesus. Naqueles dias, existiam muitos tipos de punições para os que seguiam a Jesus. Entre elas, estava a pena de morte. Quando Pedro escreveu sua primeira epístola, seguir a Cristo significava ter a vida por um fio. Os cristãos daquele tempo viviam na encruzilhada da vida e da morte. Todas as pessoas eram obrigadas a curvarem-se diante da estátua do Imperador de Roma e dizer: "César é o Senhor". Só que esta declaração siginificava negar ao Senhor Jesus Cristo e a punição para aquele que ousasse rejeitar a adoração ao Imperador, era a morte.

    Por esse motivo é que Pedro enfatiza a idéia de que a proteção divina significa que Deus não abandona Seus filhos na hora da decisão e da dor. Talvez você possa compreender isto, se por algum motivo neste momento está tendo dificuldades para seguir a Jesus.

      Data/hora atual: Seg Set 25, 2017 4:39 pm